Logo da Pinacoteca

Apoie

Logo da Pinacoteca

Por aí

 

De 08 de maio a 19 de agosto, com curadoria de Paulo Sergio Duarte o Museu de Arte Moderna de São Paulo apresenta a mostra Ismael Nery, com duas obras do acervo da Pinacoteca. São elas: Dois irmãos e Casal.

 

Com as obras Sem título e doze obras da série “Monotipias”, da artista Mira Schendel; Estudo para Objeto ativo e três Objeto ativo, do artista Willys de Castro; Bicho: caranguejo duplo, da artista Lygia Clark; podem ser visitadas na exposição A Tale of Two Worlds: A Dialogue between the MMK Collection and the History of Experimental Latin American Art, 1940s – 1980s, no Museum für Moderne Kunst – MMK, Frankfurt, Alemanha, durante o período de 23 de novembro de 2017 a 02 de abril de 2018. Depois, a mostra segue para o Museo de Arte Moderno de Buenos Aires – MAMBA, e permanece no período de 07 de julho a 14 de outubro de 2018. Curadoria de Sussane Gaensheimer, Klaus Görner, Victoria Noorthoorn e Javier Villa.

As obras: Glu… Glu… Glu… da artista Anna Maria Maiolino; Diálogo do artista Geraldo de Barros; Caixa de origem e Os super-homens, Lindonéia, a Gioconda do subúrbio do artista Rubens Gerchman e Acontecimento do artista Nelson Leirner; estarão presentes na mostra Pop America: Contesting Freedom, 1965-1975, da curadora Esther Gabara, de 23 de agosto de 2018 a 06 de janeiro de 2019, no Nasher Museum od Art, em Durhan, EUA.

De 05 de outubro de 2018 a 13 de janeiro de 2019, em cartaz no Fundación Juan March, Madri, Espanha, a exposição Lina Bo Bardi – Tupi or not Tupi? Brasil, 1946-1992, com curadoria de Mara Sánchez Llorens, as obras Maracatu do artista Manuel Eudócio, Rei Nagô do artista Agnaldo Manoel dos Santos, Carranca do artista Francisco Guarany, Gasômetro e Rua Tabatinguera do artista Arcangelo Ianelli, Bahia do artista Jules Marie Vincent de Sinety, Pombal = (Colombier) Plantation de café d’une colonie neuchâteloise au Brésil e Fazenda Pombal, Colônia Leopoldina, Bahia, do artista Bosset de Luze, Feira de Ver o Peso do artista Manezinho Araújo.

Na exposição Samba: resistência e reinvenção, em cartaz no Museu de Arte do Rio, de 28 de abril a março de 2019, as obras Três Orixás, da artista Djanira, Carnaval na rua – farra na Praça Onze do artista Helios Seelinger e Favela de Gustavo Dall’ara. Curadoria de Evandro Salles, Nei Lopes, Clarissa Diniz e Marcelo Campos.