Logo da Pinacoteca

Apoie

Logo da Pinacoteca

Por aí

 

As obras Cittá e Composição do artista Antonio Bandeira estão em cartaz na mostra Antonio Bandeira: um abstrocionista amigo da vida, o Espaço Cultural Airton Queiroz – Fundação Edson Queiroz, Fortaleza, Ceará, com curadoria de Giancarlo Hannud e Regina Teixeira de Barros de 10 de agosto a 10 de dezembro de 2017.

 

As obras: Vale do Anhangabaú à noite, do artista Gregório Gruber; A Cripta da Sé, do artista Alfredo Norfini; Picada dos índios – cinco léguas e meia adiante, 5 descanso do Gualhabá – 5 légoas adiante, do artista Miguelzinho Dutra; São Paulo, a cidade: vista do Tamanduatéi, do artista Evandro Carlos Jardim; Anhagabaú, Praça Ramos do artista Carlos Moreira; Duas Igrejas (Largo da Guanabara) do artista Tikashi Fukushima; Rua dos Aflitos, do artista Kiyoji Tomioka; Paisagem, Paisagem urbana (rua João Brícola), do artista Dario Villares Barbosa; Retrato de Ramos de Azevedo, do artista Oscar Pereiro da Silva; Imigrantes japoneses, da artista Claudia Andujar; 8 Imigração, séculos XIX e XX (do álbum “Redescoberta do Brasil), do artista Carlos Scliar; Monumento a Ramos de Azevedo, do artista Agostinho Batista de Freitas; Violência, Ontem, hoje e amanhã (tríptico), do artista Waldomiro de Deus; Monumento a Fransisco de Paula Ramos de Azevedo, do artista João Batista Ferri; São Paulo, Centro, da artista Maria Bonomi; Monumento Carlos Gomes, do artista Trejano Vaz; Palácio das Indústrias, do artista Yuji Tamaki; Rua da Imperatriz em São Paulo, atual XV de Novembro, do artista José Wasth Rodrigues; Maquete do Monumento a Giuseppe Verdi, do artista Amadeu Zani; e Centro de São Paulo, do artista Ottone Zorlini; estão presentes na mostra, São Paulo não é uma cidade, organizada por Paulo Herkenhoff em cartaz no Sesc – Serviço Social do Comércio, de 19 de agosto de 2017 a 28 de janeiro de 2018.

 

As obras Vista da Fazenda Pombal, Colônia Leopoldina, Bahia, Fazenda Pombal, Colônia Leopoldina, Bahia, Pombal = Plantation de café d’ une colonie neuchâteloise au Brésil, do artista Bosset De Luze estão em cartaz na mostra Utopia in the Coffee Plantation, no período de 29 de agosto de 2017 a 18 de fevereiro de 2018 no Johann Jacobs Museum, Zurique, Suiça, com curadoria de Marcelo Rezende.

 

Três obras do artista Rubem Valentim: Objeto emblemáticoRelevo emblema 78 e Sem título, estão presentes na exposição Axé Bahia: The Power of Art in na Afro-Brazilian Metropolis, em cartaz de 12 de setembro de 2017 a 15 de abril de 2018 no Fowler Museum, Los Angeles, EUA, com curadoria de Roberto Conduru.

 

A obra Presunto, da artista Carmela Gross está presente na exposição Radical Women: Latin American Art, 1960-1985, durante o período de 15 de setembro a 31 de dezembro de 2017 no Hammer Museum, em Los Angeles, EUA, com curadoria de Cecilia Fajardo-Hill e Andrea Giunta.

 

A Pina está com três obras da artista Tarsila do Amaral do acervo da Fundação José e Paulina Nemirovsky, em comodato com a Pinacoteca de São Paulo expostas na mostra Tarsila do Amaral: Inventing Modern Art in Brazil no The Art Institute of Chicago – AIC, em Chicago, EUA. A exposição acontece de 08 de outubro de 2017 a 07 de janeiro de 2018. Depois deste período, as obras serão encaminhadas para o MOMA – The Museum of Modern Art, em Nova York, EUA, onde ficam de 11 de fevereiro a 03 de junho de 2018. São as obras ‘Antropofagia’, ‘Distância’ e ‘Carnaval em Madureira’. Outras duas obras do acervo do museu estão presentes na mostra, Estudo de paisagem (verso de “Estudo de montanhas”), e Estudo de montanhas (frente de “Estudo de montanhas”), também da artista.

 

A Obra Sapho do artista Leopoldo e Silva é apresentada na mostra Histórias da Sexualidade, de 20 de outubro de 2017 a 14 de fevereiro de 2018 no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – MASP, com curadoria de Adriano Pedrosa, Lilia Schwarcz, Pablo de La Barra e Camila Bechelany.

 

Com as obras Sem título e doze obras da série “Monotipias”, da artista Mira Schendel; Estudo para Objeto ativo e três Objeto ativo, do artista Willys de Castro; Bicho: caranguejo duplo, da artista Lygia Clark; podem ser visitadas na exposição A Tale of Two Worlds: A Dialogue between the MMK Collection and the History of Experimental Latin American Art, 1940s – 1980s, no Museum für Moderne Kunst – MMK, Frankfurt, Alemanha, durante o período de 23 de novembro de 2017 a 02 de abril de 2018. Depois, a mostra segue para o Museo de Arte Moderno de Buenos Aires – MAMBA, e permanece no período de 07 de julho a 14 de outubro de 2018. Curadoria de Sussane Gaensheimer, Klaus Görner, Victoria Noorthoorn e Javier Villa.

 

As obras: Glu… Glu… Glu… da artista Anna Maria Maiolino; Diálogo do artista Geraldo de Barros; Caixa de origem e Os super-homens, Lindonéia, a Gioconda do subúrbio do artista Rubens Gerchman e Acontecimento do artista Nelson Leirner; estarão presentes na mostra Pop America: Contesting Freedom, 1965-1975, da curadora Esther Gabara, de 23 de agosto de 2018 a 06 de janeiro de 2019, no Nasher Museum od Art, em Durhan, EUA.