Logo da Pinacoteca

Apoie

Logo da Pinacoteca

Nazareth Pacheco: Gota a Gota

11 abr 2015
13 dez 2015

A Pinacoteca do Estado de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, recebe a partir do dia 11 de abril a intervenção Gota a Gota de Nazareth Pacheco. Gota a Gota é fruto de um projeto criado há 4 anos para a Pinacoteca, e apresenta no elevador principal da Pinacoteca mais de 2000 gotas em bronze, com 30 diferentes formatos e tamanhos.

“Para a execução dessas gotas a artista abre mão, até certo ponto, do controle sobre o material, um dos tradicionais pré-requisitos da produção artística, afinal o caminho que o bronze percorrerá no curto trajeto entre líquido e sólido não é cognoscível de antemão”, diz Giancarlo Hannud da equipe de Curadores da Pinacoteca.

Nazareth Pacheco conta que as gotas surgiram quando ela construía uma grande cortina com miçangas, cristais e laminas de barbear. Mesmo tomando cuidado, cortes eram inevitáveis, e quando aconteciam, a pausa para estancar o sangue era necessária, evitando assim sujar a obra.

“Em um destes descansos uma das gotas de sangue se depositou sobre um papel especial, chamando a minha atenção. Fotografei a gota e o resultado me encantou e me desafiou a pensar nas gotas… gotas que caem no chão, ao caminharmos, registram os nossos passos. Para a Pinacoteca, imaginei as esculturas em bronze do segundo e terceiro andares derretendo e se transformando em gotas que passaram a ocupar vários espaços do elevador, conta a artista.

Artista plástica mestre pela Universidade de São Paulo, Nazareth Pacheco, desde o início de sua trajetória, volta-se ao campo tridimensional. Suas primeiras peças são realizadas em borracha, e apresentam pinos pontiagudos do mesmo material. No final da década de 1990, a artista começa a agregar metais, como filetes de aço, cobre e latão, aos trabalhos em borracha.

Passa a confeccionar peças com objetos que não podem ser tocados, unindo miçangas ou cristais a agulhas, lâminas de bisturis ou de barbear e anzóis, criando com eles adornos e vestimentas. Inicia também as pesquisas com um novo material, o acrílico cristal, projetando objetos como bancos ou berços, aos quais agrega instrumentos cortantes ou perfurantes.

A instalação pode ser conferida na Pinacoteca até o dia 18 de outubro.

Obra: Gota a gota, 2015.
Foto: Isabella Matheus

Créditos