Tipo: Exposições | Local: Edifício Pina Luz

Data Início Exposições 21 de outubro de 2023 - Data Término Exposições 03 de março de 2024

Exposições: Montez Magno: Algúria

Uma exposição cujo recorte apresentará parte dos principais trabalhos desenvolvidos ao longo dos mais de 50 anos de trajetória do artista brasileiro Montez Magno, além de um conjunto de obras e projetos não realizados capazes de destacar o caráter imaginativo e inventivo desse artista.

“Montez Magno: Algúria” reúne um conjunto de mais de 80 trabalhos que destacam a ficção visionária do artista, cujos exercício de imaginação remetem a campos diversos, como o urbanismo, a paisagem e a música. Montez Magno usou de toda sua engenhosidade para criar a partir da poesia, da pintura e da escultura.

MATERIAIS SIMPLES E COTIDIANOS

Montez Magno trabalhou com materiais como sabão em barra, giz, bolas de isopor, dados, atribuindo-lhes novos sentidos. Em sintonia com práticas de “anti-arte”, vigentes das vanguardas modernas aos experimentalismos das décadas de 1960 e 70, o artista criou a série Cidades Imaginárias (1972-). No projeto, Montez prospectou arquiteturas de cidades e museus usando materiais como partir de canos, dobradiças e tubos de papelão. Foram incontáveis as maquetes seguidamente criadas e desmontadas pelo artista.

Sobre Montez Magno

Montez Magno de Oliveira (Timbaúba, Pernambuco, 1934). Começa sua produção nos anos 1950, trabalhando com linguagens distintas como a poesia, a pintura, a escultura, a fotografia, o desenho, dentre outras. Sua primeira exposição individual acontece no Instituto dos Arquitetos do Brasil, em Recife, em 1957. A partir de 1960, publica artigos e pesquisas sobre arte em jornais brasileiros, mantendo uma prática crítica que remonta aos anos de 2010. Torna-se bolsista do Instituto de Cultura Hispânica entre 1963 e 1964, o que lhe permite viajar por vários países da Europa. Com o Prêmio recebido no I Salão Global do Nordeste, viaja para Europa e Argélia a estudos em 1975, experiência a partir da qual surge o conto “Algúria” (1975).

De volta ao Brasil, reside um tempo no Rio de Janeiro e, posteriormente, mudando-se para Olinda Pernambuco), leciona escultura na Universidade Federal da Paraíba. Publicou mais de quinze livros com seus poemas e escritos, bem como ilustrou trabalhos de autores diversos, como Osman Lins. Participou de mostras importantes como edições da Bienal de São Paulo e do Panorama da Arte Brasileira. Suas obras encontram-se em acervos públicos e privados de todo o Brasil e do exterior.

Ingresso

Inteira: R$ 30,00 (inteira)
Meia: R$ 15,00 (meia)
(gratuito aos sábados)

Mais informações

“Montez Magno: Algúria” tem curadoria Clarissa Diniz e patrocínio de Pirelli, na cota Bronze.

Serviço

Local: Pinacoteca Luz (2º andar)
Data: de 21 de outubro de 2023 até 3 de março de 2024
Endereço: Praça da Luz, 2, São Paulo — SP.
Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 18h. Quintas-feiras com horário estendido B3 na Pina Luz, das 10h às 20h (gratuito a partir das 18h).

Fotos

-

-

Imagens: Levi Fanan

Materiais

Tour Virtual