Tipo: Atividades | Local: Edifício Pina Contemporânea

Atividades: Programação 17ª Primavera dos museus — Memórias e democracia: pessoas LGBT+, indígenas e quilombolas

Data Início Atividades 23 de agosto de 2023 - Data Término Atividades 24 de setembro de 2023

A Primavera dos Museus é uma iniciativa promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), e acontece todo ano no início da primavera. Por meio da iniciativa, museus e instituições culturais em todo o Brasil têm a oportunidade de promover uma programação cultural.

Neste ano, o tema da Primavera dos Museus é “Memórias e Democracia: pessoas LGBT+, Indígenas e Quilombolas” e a Pinacoteca de São Paulo irá participar com uma agenda de atividades, performances e conversas. Veja a programação a seguir:

Programação sábado, 23/09:  

Glicéria Tupinambá e Aline Ambrósio conversam sobre o projeto “Manto em Movimento” e a pesquisa realizada pela artista ao redor dos mantos tupinambás, símbolo central da cosmologia do povo Tupinambá. Compreendendo o trabalho e pesquisa de Glicéria como retomada da memória ancestral de seu povo, o bate-papo visa aproximar o público das muitas camadas simbólicas e ritualísticas do Manto Tupinambá. 

Horário: 15h 
Local:
auditório da Pina Contemporânea

  • Mandinga do Futuro – performance do “Coletivo Capoeira para Todes” 

A apresentação Mandinga do Futuro traz a capoeira e vogue, além de diversas manifestações artísticas que também compõe o “Coletivo Capoeira para Todes “(dança afro, música ao vivo, canto, acrobacias e atuação). 

Horário: 17h 
Local:
Pina Contemporânea

  • Insurgentes: performance audiovisual do “Coletivo Coletores” 

Performance audiovisual expandida, que utiliza o prédio da Pina Contemporânea como suporte, o “Coletivo Coletores” pauta a história das coletividades insurgentes pertencentes a matrizes periféricas, contra hegemônicas e ancestrais, por meio de uma obra transmídia que mixa som, imagem em movimento e arquitetura.  

Horário: 18h30
Local:
arquibancada da Pina Contemporânea

  • Pocket show “Kaê Guajajara” 

Pocket show da artista, atriz e ativista indígena Kaê Guajajara, originária de Mirinzal (MA). Refugiada ainda criança no Complexo de favelas da Maré (RJ), a artista mixa ritmos indígenas com a linguagem do rap, em um repertorio que transita entre o ancestral e o futuro. A apresentação conta com músicas de seu último lançamento,  Zahytata, que significa estrela na língua zeeg’ete do povo Guajajara. 

Horário: 19h
Local:
Pina Contemporânea

Programação domingo, 24/09 

  • Visita integrada para profissionais da educação entre o Museu de Arte Sacra de SP e a Pina Contemporânea: a construção dos significados. 

Neste encontro, será proposta uma reflexão sobre as representações dos corpos e seus símbolos no processo de construção das identidades. 

Horário: das 9h às 14h
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Vagas: 25
Inscrições: até o dia 19/09/2023 pelo Formulários Google.

O espetáculo será apresentado por um grupo de mulheres surdas e ouvintes que compõem o grupo Ramarias e mescla teatro, poesia, narração de histórias e interação performática com o público, de maneira bilíngue (português e Libras – Língua Brasileira de Sinais). 

Horário: 14h às 15h
Local: Pina Contemporânea 

  • Leitura de obras de arte da Pinacoteca a partir dos temas das Paradas do Orgulho LGBT+ de São Paulo 

Visita educativa temática a partir dos temas das Paradas do Orgulho LGBT+ que ocorreram na cidade de São Paulo desde 1997. 

Horário: 15h às 17h
Local: Pinacoteca Luz
Vagas: 25

 

Eventos Relacionados

Assine nossa Newsletter

e acompanhe nossa programação

.

    Clicando em "Aceito todos os Cookies" ou continuar a navegar no site, você concorda com o
    armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.
    Consulte a Política de Privacidade para obter mais informações.

    Aceitar todos os Cookies